O Senhor Consola Seu Povo

Gritem de alegria, ó céus, regozije-se, ó terra; irrompam em canção, ó montes! Pois o Senhor consola o seu povo e terá compaixão de seus afligidos” (Isaías 49.13).

Você já se sentiu abandonado e esquecido? Um dos grandes temores que as pessoas têm é de ficarem completamente sozinhas e afastadas da família ou mesmo de Deus. Diante das inúmeras mensagens de ajuda que recebemos no Consolar há pessoas que perderam tudo. Seja o casamento, o emprego, o negócio, os filhos ou a morte. O relacionamento com Deus está um caos, muito mais ainda com os seus filhos, parentes ou próximos.

Para piorar ainda há aqueles dias em que tudo dá errado. Não faz diferença o quanto tentamos tudo parece conspirar contra. Quanto mais tentamos, pior fica. Há intensos momentos na vida quando parece que Deus está bem longe, bem distante.

O pastor Paul Gerhardt e sua família precisaram fugir de casa durante a Guerra dos Trinta Anos no século 17. Uma noite, enquanto estavam em uma pequena vila, sem um lar e cheios de medo, sua esposa Anna se desmanchou em um choro de desespero. Para confortá-la, Gerhardt lembrou-a de promessas bíblicas sobre o cuidado e provisão de Deus. Algum tempo depois ele foi ao jardim para ficar só. Ali ele também se quebrantou e chorou. Sentiu ter chegado seu pior momento. Mas logo o pastor sentiu seu fardo ficar mais leve e também a presença de Deus. Logo ele escreveu um hino de conforto: “Dê ao vento seus medos; Tenha esperança e seja refeito; Deus ouve seus gemidos e conta suas lágrimas; Deus levantará sua cabeça. Através das ondas, nuvens e tempestades, Ele gentilmente limpa o caminho. Espere, pois no tempo dEle essa noite findará e a alegria virá no final de tudo”.

Deus consola o seu povo. E o seu consolo transforma o louvor estático em gritos de alegria e exaltação. É uma alegria tal que se transforma também na alegria dos céus e da terra. A salvação e a vitória que Deus nos dá é tal que o universo se regozija. Porque o senhor conforta, tem compaixão. Deus se compadece e conforta seu povo aflito. Ele consola aqueles que O seguem e precisam de sua ajuda.

O profeta Isaías estava avisando ao povo de Judá sobre a iminência do cativeiro Babilônico. Mas ele também apresentou palavras de conforto ao povo antes mesmo de serem derrotados. Para ilustrar esse cuidado de Deus, mostrando que não seriam abandonados, Isaías usa o exemplo da mãe: “Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa esquecê-lo, eu não me esquecerei de você!” (Isaías 49.15).

O Senhor te Console e transforme a sua dor em música.