O Sol e a Lua Não São Maiores Que Deus

O sol não te molestará de dia nem a lua de noite” (Salmos 121.6)

Quando estamos com Deus, nem as maiores estrelas nem os menores luminares do céu nos molestarão. Não sei o tamanho de seu problema, mas ele não é maior do que o nosso Deus. Por isso, não se apavore com as adversidades e moléstias deste dia, mesmo que elas sejam tão grandes a ponto de parecerem te queimar durante o dia ou te congelar de frio e de medo durante a longa noite.

Viver a sombra de Deus significa estar em lugar seguro. O sol, estrela da manhã, objeto da poesia e da vida, se mesmo ele desejar te molestar, estarás seguro nas sombras do Criador dos céus e da terra. E mesmo que a lua e as estrelas, desejo de poetas e amantes, cantada em lindas melodias, desejarem te destruir, não haverá lugar melhor para ficar do que na Luz da Vida, que é Jesus.

O salmista que perdeu quatro de seus filhos, que viu seus ossos quebrados, amigos morrendo em batalhas, esposas sendo seqüestradas e filhos amados o traindo. Mesmo assim Ele canta: “[cântico dos degraus] Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra.Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará. Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. O sol não te molestará de dia nem a lua de noite. O SENHOR te guardará de todo o mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre” (Salmos 121). Este cântico dos degraus alerta que mesmo que as tentações e provações, sina dos moradores da terra, se abatam sobre ti, a calma, a tranqüilidade e a paz prevalecerão. Todo aquele que está subindo os degraus, que é peregrino aqui na terra, que anda para os montes, que olha para o alto, descansará, pois encontrará logo seu socorro e, sabendo que sua esperança está no Senhor.

Sabe porque ele canta assim? Porque Davi sabia de onde viria o socorro, o sustento, as forças, a vitória. Olhava para os montes, pois é de lá que vem o socorro. É o Deus de perto e não de longe, que não deixa a gente vacilar, que não esquece de nós nem de dia nem de noite, que guarda nossa direita e a nossa esquerda, que guarda nossa alma de todo mal. Que guarda a nossa entrada e a nossa saída, e que nos livra da dor maior de sermos queimados pelo sol da tristeza, da angustia, da desistência, do desespero, da decepção e da morte eterna. Que nos livra da dor maior de sermos inutilizados pelo ataque da noite mais tenebrosa. Ele está contigo no escuro da noite e no raiar de um novo dia.