Noites do Travesseiro Molhado

Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite. E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto!E por que o SENHOR nos traz a esta terra, para cairmos à espada, e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos ao Egito?E diziam uns aos outros: Constituamos um líder, e voltemos ao Egito. Então Moisés e Arão caíram sobre os seus rostos perante toda a congregação dos filhos de Israel.E Josué, filho de Num, e Calebe filho de Jefoné, dos que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes. E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel” (Números 14.1-8).

Algumas noites são terríveis. Acordamos no meio delas levados pelo desespero da solidão e da desesperança. São noites intermináveis de lágrimas e choro. Noites do travesseiro molhado. Nestas noites inomináveis somos capazes de levantar até a nossa voz a Deus e de murmurar contra os planos e objetivos de Deus para nossas vidas. Quem sabe Ele está te livrando do deserto, te levando a terra prometida, mas continuas a ser ingrato com o Salvador.

O povo hebreu fez exatamente isso. Chorou naquela noite, ao verificar que existiam gigantes na terra prometida. Murmuraram dizendo: “quem dera temos morrido no deserto ou na terra do Egito escravos de um povo cruel. Preferíamos isso a morrermos nas mãos de gigantes”. A terra prometida estava ali, mas eles não viam o leite e o mel, viam somente gigantes. Isso faz lembrar-lhes que Deus já vos tirou da escravidão da solidão e da morte, Deus já os livrou do deserto de sua vida, Deus já fez milagres em sua casa, Deus faz-te respirar todas as manhãs, o sol brilhou na sua vida depois de longas noites e já derrotou muitos gigantes que atravessaram o vosso caminho. Coitados, então dos gigantes que se apresentam no horizonte deste ano e de seus dias. Eles estão todos na “alça de mira” do Senhor nosso Deus.

Peço-vos, então, que parem de murmurar. Façam como Josué e Calebe. Não alimentem seus corações através da lente das circunstâncias, dos problemas, das adversidades, das tribulações, das trevas e da noite chorosa. Alimentem seu coração, sua esperança e seu futuro com a lente dos olhos de Deus. O que Deus preparou para aqueles que o amam é maravilhoso. Contudo, é preciso parar de chorar, crer que Deus tem o melhor, ver com as lentes do Pai, ser obediente, amá-lo, confiar que Deus está convosco, não murmurar, entregar os seus caminhos a Deus e se preparar, pois Deus se agradará de vós e os porá na terra que mana leite e mel.

Nesta noite não murmure, tão somente creia.

Deus vos abençoe!