Não Estou Pronto Ainda – Parte 1

Por isso, não abram mão da confiança que vocês têm; ela será ricamente recompensada. Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu; pois em breve, muito em breve ‘Aquele que vem virá, e não demorará. Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele’” (Hebreus 10.35-38 NVI).

Minha querida filha Isabela está com nove meses. Como qualquer pai coruja, acho que ela é um bebê lindo! Ela está sempre sorrindo e disposta a provar a comida que comemos. Esta terça-feira parei com a Vanessa para comermos pipoca enquanto assistimos a um jogo do Brasil. Como a Isabela ainda não tem dentes, não a deixamos provar aquela delícia, mas confesso que fiquei triste porque ela olhava para mim com um olhar tão desejoso (e ela tem lindos olhos azuis).

Não pude deixar de fazer mais uma comparação a respeito do nosso relacionamento com Deus. Como filhos amados dEle, temos toda a provisão para nossas necessidades, mas nem sempre nossos desejos são atendidos, da mesma forma que não pude dar pipoca à minha filha. Ela não está pronta. Não posso deixar de comparar que o priminho dela, Miguel, com cinco meses já tinha dentes e com sete já estava cheio de dentões lindos. Ele podia comer certas coisas que Isabela com nove meses não pode. São circunstâncias da vida e do desenvolvimento de cada um. E é assim que Deus age conosco, mas isso é assunto para aprofundarmos em um próximo texto.

Como pais, damos aos nossos bebês tudo o que precisam e, se pudermos algo mais. Se estiver com fome, damos a papa, o feijão, as verduras e as carnes que são recomendadas ou autorizadas pelo médico durante cada período da vida. Houve o período em que ela só tomava o leite materno, depois a alternância do leite da mamãe e o leite em pó, em seguida, as verduras, sucos, frutas. Mas, mesmo com nove meses de idade, a Isabela ainda não tem dentes, então algumas coisas como a pipoca ficam excluídas. Porém percebi o quanto ela desejou aquela pipoca!

Deus nos dá todos os dias o que precisamos. O ar, alimento, provisão, família e tantas outras coisas que deixamos passar como se fossem coisas comuns. Entretanto às vezes queremos comer a “pipoca” que está disponível por aí. Seja um carro ou apartamento melhor, um namorado ou uma namorada, acabar com a solidão, um emprego melhor ou qualquer desejo que você tenha hoje em seu coração. Então com a melhor das intenções pedimos em oração que Deus nos dê aquilo que tanto queremos. E olhamos com os olhos tristes esperando que Ele nos estenda a mão, mas nada acontece.

Nada acontece porque ainda não está na hora. Assim como minha filhinha que não tem dentes para mastigar uma pipoca e separar o caroço, nós podemos não estar prontos para receber o que tanto desejamos. Podemos idolatrar o objeto de nosso desejo. Podemos não ter condições morais ou espirituais para recebermos e lidarmos com aquilo. Não estamos prontos ainda. Tem sido assim muitas e muitas vezes em minha vida. E na sua vida?

A Bíblia fala de pessoas que receberam a promessa, mas nunca viram o resultado do que esperavam, pois aquilo foi completo por outros depois de sua morte, mas aquelas pessoas estão hoje realizadas (v. Hebreus 11). Poucos de nós nos lembramos que nossa vida é só um pouco de tempo e que só seremos completos e satisfeitos quando estivermos no céu com Jesus, pois tudo o que temos ou desejamos aqui se acaba com o tempo. No céu, tudo será eterno. Inclusive a alegria.

O que me deu mais ainda uma vontade de atender imediatamente o desejo de Isabela foi ver que ela não chorou, reclamou ou esperneou por não ter dado a ela a pipoca. Embora sua boquinha estivesse cheia d’água e seus olhos brilhassem de desejo, ela simplesmente aceitou que papai não podia dar a pipoca. Com certeza sem entender a razão.

Hoje é sexta-feira, na quarta-feira, um dia depois do ocorrido, nossa empregada percebeu o primeiro dentinho da Isabela aparecendo. Está chegando o dia em que minha filha vai comer pipoca, ela está quase pronta. E você?

Até agora vocês não pediram nada em meu nome. Peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa” (João 16.24 NVI).

Oração: Senhor dá-me paciência para esperar. Dê-me sabedoria para lidar com o que tanto desejo. Prepara-me espiritualmente, fisicamente e moralmente para esse dia. Se ainda não está na hora, aceito a Tua decisão, pois acima de tudo, quero estar dentro da Tua vontade. Em nome de Jesus, amém.