Passando Pela Água e Pelo Fogo

Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (Isaías 43:2).

O texto acima foi escrito em um periodo em que o povo de Israel está cativo e expulso de sua terra. Deus assegura que não os abandonou e promete o conforto de sua presença durante a tribulação. Um fio de esperança. Trazendo para os nossos dias, Jesus prometeu nunca nos abandonar quando nós o aceitamos como senhor e salvador de nossas vidas e o obedecemos. Note que a aceitação de Cristo pela fé não nos livra dos problemas.

Ninguém está imune às dificuldades, tribulações, problemas e sofrimentos nesta vida. Jesus disse: “Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (João 16.33 NVI).

O texto diz QUANDO passares pelas águas e QUANDO passares pelo fogo, e não SE. Então a questão não é se passaremos dificuldades, mas como as enfrentaremos.

O contexto do capítulo diz que fomos resgatados, fomos comprados por um preço que não poderíamos pagar. Então Deus vê algo de valor em nós. Ele nos ama e a prova está em seu filho Jesus.

Ele nos chama pelo nome, como está no texto. Isso sugere a existência de um relacionamento. Ele nos conhece intimamente, sabe o nosso nome, sabe nossas dificuldades. Esse relacionamento só existe quando nos entregamos totalmente a Ele e o obedecemos. Deus procura sempre se relacionar conosco, mas sempre precisamos reconhecer a sua soberania e majestade.

As águas e o fogo nos lembram de nossas limitações. Quando as coisas vão bem por muito tempo, tendemos a esquecer de Deus e achamos que estamos livres de tudo. Fazemos tudo para fugir de problemas, mas eles virão. Como vamos enfrentá-los? Quem está se afogando estende as mãos em busca de socorro, reconhecendo sua incapacidade de se livrar sozinho. Assim reconhecemos a graça e soberania de Deus, reconhecemos que ele não falha. Isso tem que estar acima de nosso orgulho! É a Graça que nos salva, que não faz distinção de pessoas, que nos livra do peso do pecado, que nos dá segurança. Não depende de nossos feitos, de nossa religiosidade, de explicação. Ela é suficiente e só precisa ser aceita por nós através de Jesus Cristo.

“Um rei que não acreditava na bondade de DEUS. Tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra!

Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.

Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo. O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e Ele sabe o porquê de todas as coisas. O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra! Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo.

Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos. Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.

Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e recebeu-o muito afetuosamente: Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens, justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: se Deus é tão bom, por que permitiu que você, que tanto O defende, fosse preso? Meu rei, se eu tivesse ido com o senhor nessa caçada, teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!” (extraído da rede; autor desconhecido).

QUANDO passar pelas dificuldades, reconheça a soberania de Deus e entregue-se totalmente a Ele. Ele está no controle, nunca erra. Somos resgatados pelo seu filho Jesus. Não importa se as águas são profundas, elas não nos afogarão. Ele pode não nos tirar das tempestades, dos rios e do fogo, mas nos dará paz quando passarmos por tudo.

Oração: Senhor Deus, eu sei que as dificuldades e os sofrimentos são inevitáveis. Reconheço a tua soberania e peço que eu tenha paz, ânimo e sempre a certeza de que, seja o que for, não serei destruído, porque tu estarás presente.