Tomando Decisões

Como gostaria que o meu povo me ouvisse, que o povo de Israel me obedecesse! Eu derrotaria logo os seus inimigos e castigaria todos os seus adversários. Aqueles que me odeiam se curvariam diante de mim, e o castigo deles duraria para sempre. Mas a vocês eu daria o melhor trigo e os alimentaria com mel do campo, até que ficassem satisfeitos” (Salmos 81:13-16).

“Não tome decisões em tempo de crise”. Este foi o conselho do meu pastor quando estava precisando resolver alguns problemas que estavam me trazendo muita ansiedade. Quando temos que fazer certas escolhas sentimos logo o peso da responsabilidade e, diante da dinâmica deste mundo, somos forçados e ensinados desde cedo a tomar decisões rápidas e sermos firmes. E assim, mesmo quando temos tempo para decidirmos, geralmente achamos que seremos vacilantes se demorarmos a escolher e neste mundo não há espaço para hesitantes. Aí é que esquecemos que as conseqüências das nossas escolhas terão repercussão por muito tempo, trazendo conseqüências importantes para nós e para aqueles que nos são mais próximos. E se nos sentimos à beira do abismo, basta um pequeno passo para o fracasso.

Bem, devemos nos lembrar que estamos neste mundo dinâmico, mas não devemos nos conformar com ele. O texto acima nos mostra quão grande é o amor que Deus tem por nós. Como um pai cheio de compaixão, Ele fica de certa forma frustrado porque tomamos nossas decisões sem consultá-lo. E ainda nos mostra o que aconteceria se déssemos ouvidos ao que Ele tem para nos dizer: livramento, fartura e satisfação. Mas não apenas fartura em nossas mesas, mas fartura em nossos relacionamentos, fartura de paz, de ânimo, de coragem, de fé, de confiança e de vitórias. Tiraria de nós qualquer sentimento de culpa que poderíamos ter se escolhêssemos sem a Sua ajuda, pois:

O Senhor Deus diz:
Os meus pensamentos não são como os seus pensamentos,
e eu não ajo como vocês.
Assim como o céu está muito acima da terra,
assim os meus pensamentos e as minhas ações estão muito acima dos seus.

(Isaías 55:8 e 9)

Assim, antes de qualquer decisão, mesmo nas mais urgentes, faça uma pequena oração e peça que o Senhor o ajude a escolher. Experimente uma vida totalmente controlada por Deus e verá a Sua fidelidade nestas promessas pois Ele é fiel e não pode negar a Si mesmo.

Oração: Pai eu quero tomar as decisões certas, as tuas decisões. Acima de tudo quero que minha vida seja controlada por Ti, pois sei que a Tua vontade é perfeita.