Um Pesadelo que não Acaba

Você está vivendo um pesadelo? Cada passo e cada movimento que faz são automáticos e sem emoção? Você sente que está parado no tempo e incapaz ou sem desejo de recomeçar?

O relógio não tem mais significado e o calendário, menos ainda. Nesses momentos esquecemos que dia é e nossos sentidos estão mais aguçados do que nunca. Tudo parece que está acontecendo como em um pesadelo em que não conseguimos acordar. Tudo parece também estar se movendo em câmera lenta. Isso é normal. É uma resposta à perda, à separação, à morte.

Olhando para trás, hoje consigo lembrar-me de todas as coisas aconteceram de forma tão dolorosa e que me atingiram seja nos momentos em que perdi um emprego no qual estava indo tão bem, seja quando tive que me mudar de São Paulo para outra cidade onde havia conseguido um novo emprego, deixando uma vida à qual estava acostumado e me sentia seguro, seja também quando alguns sonhos se acabaram ou pior quando meus pais foram chamados por Deus. Tudo se passa tão devagar, que parece que nunca vai acabar.

Não sei o que você está passando hoje, qual a sua dor, qual a sua perda, mas posso dizer com segurança que Deus nos consola e fortalece nesses momentos de tristeza de uma maneira que nunca podemos explicar. Você pode dizer confiantemente: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte, não temerei mal algum. Porque tu, Senhor, estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmos 23:4).

Deus é nosso consolo, nossa força nos momentos difíceis. Deixe que Ele sustente você. Entregue a ele suas dores, sua perda e confie totalmente nEle. No vale da tristeza e da dor, onde tudo acontece com intensidade multiplicada e lentidão, Ele transforma e a dor em consolo e, depois, em alegria.

Oração: Senhor, eu estou entorpecido no vale da sombra da morte, mas sei que você está me segurando com firmeza e que nunca vai me deixar cair. Amém.